JOSÉ CALIXTO RAMOS

Webmail

Links

 
CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

 

EMISSÃO DA GUIA DE CONTRIBUIÇÃO SINDICAL
 

 

NOVO CONTRATO ASSINADO (CNTI x CEF) CONTRIBUIÇÃO SINDICAL URBANA

Exercício 2020

 

Termo de Adesão

 

Informações sobre a contribuição

 


 

Departamentos Profissionais

 


Departamento Profissional do Vestuário


Departamento Profissional Nacional Extrativo

Departamento Profissional dos Urbanitários

Departamento Profissional de Fiação e Tecelagem

  

Departamento Profissional do Papel e Papelão



CONSTITUIÇÃO FEDERAL


CARTILHA


REVISTA MULHER INDUSTRIÁRIA

Download da Revista

Em comemoração aos 10 anos da

Secretaria para Assuntos de Trabalho da

Mulher, do Idoso e da Juventude.

 


CONGRESSO

Congresso Setor Papeleiro

Leia mais...


CONGRESSO

CNTI Setorial Nacional

Leia mais...


CONGRESSO CNTI

Alerta sobre os desafios e emoção

marcam o 9º Congresso da CNTI

Carta de Brasília


CONGRESSO DEPAVEST

20º Congresso Nacional do Vestuário, Couro e Calçado do Plano da CNTI

Leia mais...


SEMINÁRIO

Relatório aponta muitos acidentes

no setor da mineração

Leia mais...


DIA DA JUVENTUDE


 

 


JORNAL TRIBUNA SINDICAL

Mais tribunas...


MAPA DA VIOLÊNCIA


CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

Porque é importante para o trabalhador manter a contribuição sindical?


 

Destaques

 

CAMPANHA "BRASIL PELA DEMOCRACIA E PELA VIDA"

#BrasilPelaVida #BrasilPelaDemocracia

NCST integra campanha nacional ‘Brasil pela Democracia e pela Vida’

Leia mais...


Nota Técnica - Programa de Prevenção da COVID-19

nos Locais de Trabalho (PPCL)


NÃO À MP 927 - ALTERA REGRAS TRABALHISTAS

CAMPANHA CNTI - AUXÍLIO EMERGENCIAL


IDEC - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor

CNTI e Nova Central assinam nota do IDEC sobre a responsabilidade pelas mortes evitáveis por COVID-19

Leia mais...


EDUCAÇÃO PARA TODOS!

DIREITO NÃO SE RENUNCIA!

1º DE MAIO UNIFICADO


NOTA PÚBLICA



OFÍCIOS AO CONGRESSO NACIONAL

A Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST e a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria – CNTI, por meio do presidente José Calixto Ramos, fizeram encaminhamentos dia 24/03/2020 aos Presidentes da Câmara e do Senado, com a finalidade de estabelecer diretrizes e medidas, em caráter de urgência, tendo em vista à grave crise que abate sobre o mundo e, em especial, sobre o País, face à disseminação descontrolada do COVID-19 (Coronavírus), com impactos direto e imprevisíveis sobre a classe trabalhadora.

OFÍCIO À CÂMARA FEDERAL  - OFÍCIO AO SENADO FEDERAL

INDUSTRIÁRIOS CONTRA A MP 905


Prorrogação da Medida Provisória 936/2020


ORGANIZAÇÃO SINDICAL

Deputado apresenta

projeto alternativo à

Reforma Sindical

Leia mais...

PL 5552/2019

CNTI e Nova Central

conclamam apoio da base

ao PL 5.552, que preserva

a unicidade sindical

Leia mais...

ADI 6309

CNTI ajuíza ação no STF contra limite etário para aposentadoria especial

Leia mais...


+ Veja mais

- Onze centrais sindicais se unem para fazer 1º de Maio unificado pela internet

- Nova Central debate MP 905 na CDH do Senado
- NCST debate Previdência e Trabalho com foco nos eletricitários e categorias da área de segurança

- Paulinho da Força e Miguel Torres debatem reforma sindical com dirigentes do FST

- Subsecretário de Relações do Trabalho visita sede da NCST
- Citando Brumadinho, CNTI vai ao STF contra limite de indenização trabalhista

 - NOTA: Nova Central e CNTI se solidarizam com familiares das vítimas de Brumadinho/MG


TRIBUNA SINDICAL

Leia mais...

AGENDA PRIORITÁRIA

Leia mais...

CNTI

Agenda Legislativa 2019

Acompanhe aqui...


MAI/JUN - 2019

Negociações Coletivas

JUN/JUL 2019

Cadernos de Negociação

PUBLICAÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Atlas do Câncer relacionado

ao Trabalho no Brasil


INCONSTITUCIONALIDADE

Ações Diretas de Inconstitucionalidades ajuizadas pela CNTI:

ADI 6108 - contra a MP 873/2019   -   ADI 6096 - contra a MP 871/2019   -   ADI 6082 - contra a Lei n. 13.467/2017

 


REGISTRO SINDICAL

PORTARIA Nº 501, DE 30 DE ABRIL DE 2019

Dispõe sobre os procedimentos administrativos para o registro de entidades sindicais pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.


VOCÊ SABIA QUE:

 

Não existe nenhum país democrático, sem a presença de sindicatos fortes.

O Sindicato é a única trincheira que o trabalhador dispõe para sua orientação, reivindicação e defesa dos seus direitos.

A Lei 13.647/17 além de precarizar as relações Capital X Trabalho, classificou as Entidades Sindicais como instituições de segunda categoria.

Você pode não precisar do Sindicato, hoje, mas com certeza precisará amanhã.

Você tem como fortalecer a Estrutura Sindical Brasileira.

 

FILIE-SE E CONTRIBUA

COM SEU SINDICATO!


CAMPANHA

O DEPAURB/CNTI contra a venda da Eletrobras!

 


REFORMA DA PREVIDÊNCIA

TERCEIRIZAÇÃO

RETROCESSOS NA CLT


SECRETARIA PARA ASSUNTOS DE TRABALHO DA MULHER DO IDOSO E DA JUVENTUDE

 

MULHERES NA COVID-19

HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES


MULHERES CASTANHAL PARÁ

Mulheres reúnem-se no

8º Encontro de Mulheres Trabalhadoras nas Indústrias do Vestuário, Fiação e Tecelagem de Castanhal – PA

Leia mais...

CICLO DE PALESTRAS PARÁ

Março Mulher:

Mulheres em defesa da vida, dos direitos, da democracia e pelo fim da violência

Leia mais...

MULHERES SÃO PAULO

Mulheres Industriarias

reúnem-se emSão Paulo para o 5º Encontro

Leia mais...


DIEESE - INSERÇÃO DAS MULHERES

NO MERCADO DE TRABALHO


DIA MUNDIAL DE COMBATE À VIOLÊNCIA

CONTRA A MULHER

8 DE MARÇO


13 ANOS LEI MARIA DA PENHA

DECRETO Nº 9.586, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2018
Institui o Sistema Nacional de Políticas para as Mulheres e o Plano Nacional de Combate à Violência Doméstica.
Leia mais...

 

LEI Nº 13.882, DE 8 DE OUTUBRO DE 2019
http://www.in.gov.br/web/dou/-/lei-n-13.882-de-8-de-outubro-de-2019-220793252

Altera a Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha), para garantir a matrícula dos dependentes da mulher vítima de violência doméstica e familiar em instituição de educação básica mais próxima de seu domicílio.

 

LEI Nº 13.880, DE 8 DE OUTUBRO DE 2019
http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/lei-n-13.880-de-8-de-outubro-de-2019-220793110

Altera a Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha), para prever a apreensão de arma de fogo sob posse de agressor em casos de violência doméstica, na forma em que especifica.


+ EVENTOS REALIZADOS PELA SECRETARIA DA MULHER, IDOSO E JUVENTUDE

 

 

Notícias

Atualizado 16/07/2020 às 8h32


16/07/2020 - Sem acordo, Senado deixa caducar MP que altera regras trabalhistas na pandemia


16/07/2020 - Guedes quer acabar com salário mensal: trabalho será pago por hora e precarização será a regra


16/07/2020 - Dieese: decreto que permite recontratação traz risco de redução salarial


16/07/2020 - Mais de 70% dos trabalhadores temem perder ocupação


16/07/2020 - PIB caiu 10,5% no trimestre encerrado em maio


16/07/2020 - Bolsonaro veta cortes em contribuições das empresas ao Sistema S


16/07/2020 - Câmara aprova proposta que impede bloqueio judicial do auxílio de R$ 600


16/07/2020 - TST divulga novos valores dos limites de depósito recursal


15/07/2020 - Paulo Guedes vai usar “Bolsa Família” de Bolsonaro para criar nova CPMF


15/07/2020 - Pesquisa Vox Populi: maioria atribui a Bolsonaro a responsabilidade pelas crises na saúde e na economia


15/07/2020 - Governo federal prorroga prazo para acordos de redução de salário e jornada


15/07/2020 - Portaria autoriza que demitidos sejam recontratados por salário mais baixo


15/07/2020 - Pauta desta quarta tem três MPs de enfrentamento de impactos econômicos da covid-19


15/07/2020 - Congresso está na iminência de derrotar Bolsonaro e manter desoneração


15/07/2020 - Personalidades apresentam pedido de impeachment de Bolsonaro


Notícias anteriores

Secretarias Regionais